GuidePedia

0
Veja aqui os 5 principais motivos para um cheque ser devolvido, conheça o que significa os números 12, 21, 22, 48 e 70.

Depois do cartão de crédito, o cheque é a forma mais prática de efetuar um pagamento. Mesmo hoje não sendo muito popular, o cheque ainda é muito usado pelas pessoas, sendo que o Brasil, segundo uma pesquisa feita pelo Banco do Brasil, está entre os três países com maior representatividade do uso do cheque em relação a outras modalidades. 

Para quem não sabe o cheque é um dos meios de pagamento mais antigos que existe depois do dinheiro, na Idade Média, os senhores depositavam seu ouro em um único lugar, o qual tinha instalações de segurança apropriadas, a oficina do ourives, e assim com o passar do tempo esses artesãos começaram emitir papéis que representavam partidas de ouro que guardava, para trocá-los pelo valor que cada um deles representava. 

Mais tarde no fim da Idade Média, ourives, agentes financeiros e os primeiros bancos que foram surgindo começaram a emitir os primeiros bilhetes de banco, afinal era uma forma bem mais prática de levar o dinheiro, pois não era possível ficar carregando todo seu ouro para onde quer que fosse.

Assim com o desenvolvimento do comércio essa prática se tornou ainda mais comum, nessa época os novos documentos podiam ser escritos pelo depositante com o valor desejado, sempre que estivesse coberto pelos seus depósitos.

 

Bem parecido com o cheque conhecido hoje, mas o formato que conhecemos hoje surgiu com a criação do Banco da Inglaterra, onde começaram a dar a seus clientes blocos em branco das letras de câmbio que os depositantes deveriam preencher com o montante da retirada que quisessem fazer, assim como os cheques de hoje. 

Utilizar o cheque traz muitas vantagens, mas não há nada pior do que ter seu cheque devolvido. Os motivos são tantos que o Banco Central estabeleceu uma listagem oficial com os códigos e os motivos de devolução de cheques, no total são 72.

Quando o cheque é devolvido, a instituição que o recebeu deve anotar do verso do mesmo, o motivo da devolução para que o emitente fique ciente da operação, entre os 72 motivos há cinco que são os mais comuns. 

Entre eles está o Motivo 12: Insuficiência de Fundos, ou seja, quando o valor preenchido no cheque é maior do que está disponível em sua conta, é o famoso cheque sem fundos. Essa prática é considerada um crime contra o patrimônio.

Outro motivo é 21: Sustação de Pagamento, quando o pagamento é suspenso e assim a pessoa não pode receber o valor constado no cheque.

O motivo 22: Divergência ou insuficiência de assinatura, é quando a assinatura do depositante não é compatível, podendo se tratar de uma fraude.

O motivo 48: Cheque de valor superior a R$ 100,00, sem identificação do beneficiário, nesse caso é bom tomar cuidado, pois sem o nome do beneficiário qualquer pessoa de má fé pode descontar o cheque.

E por fim o motivo 70: Sustação ou revogação provisória. 

Postar um comentário

 
Top